Você tem uma relação Saudável?

Você tem uma relação Saudável?

Atualizado: 13 de Set de 2019


Você tem uma relação Saudável?

Entenda como é uma relação sem limites – Codependência.​

O que é codependência?

Considera-se relacionamentos codependentes, os quais a intensidade do envolvimento na relação parece não ter limites, uma pessoa vive o problema do outro como se fosse seu, tornando-se uma relação disfuncional para ambas as partes.


É um estilo de viver compulsivamente de um indivíduo, que busca a aprovação de seus próximos, para aumentar a sua autoestima e fortalecer sua identidade, fazendo- se assim anular a si próprio, ao ponto de desequilibrar a vida social, familiar e laboral, pautado na necessidade de se fazer útil para o outro. Sendo assim a codependência pode ser vista em três pontos: um sistema disfuncional familiar que afeta a todos; um transtorno de personalidade familiar e um esforço excessivo de um indivíduo “normal” para com o outro, depois de um acontecimento estressante.

Como acontece a Codependência?

Essa forma de se relacionar pode ser entendida como uma patologia de dependência emocional, usando de condutas ineficazes com medo da perda da relação, preocupação no que o outro pensa e para amenizar a dor de um sentimento de abandono na

primeira infância. A codependência é considerada uma síndrome de crenças e estratégias mal adaptativas, no qual cuidar não é sinônimo de amor e sim de ter controle do próximo.

Como afirmado por Zampieri (2004, apud CARVALHO e NEGREIROS, 2011), o codependente não cria um vínculo com o outro, mas sim se beneficia desta relação, promovendo o seu próprio sofrimento e consequentemente do outro também.

Características do codependente:

Este padrão de codependência, no geral, são estabelecidos por indivíduos do sexo feminino devido a uma relação cultural de padrões na qual a mulher é ensinada a ser protetora e cuidar da família, porém em alguns casos também são estabelecidos pelo sexo masculino.


Os indivíduos codependentes, na literatura, apresentam também:


• Impulsividade;

• Medo;

• Insegurança;

• Dificuldade em expressar sentimentos;

• Incerteza do futuro;

• Necessidade de ser útil acompanhado de sofrimento;

• Raiva e frustração;

• Baixa autoestima;

• Ansiedade em querer mudar o outro e controlá-lo;

• Vitimização.

Após reconhecer essas características, ao se pensar na relação de codependência, observa-se a diferença entre essa forma de se relacionar, quando comparada aos relacionamentos considerados “saudáveis”, como aqueles que promovem o crescimento de ambos na relação, assim como potencializa suas capacidades.


Tairis Pacanaro

Colunista da Sociedade das Marias


Que tal escrever para o Blog das Marias ou anunciar aqui?

Entre em contato conosco e saiba mais: (11) 9 9335-0525



0 visualização
NOSSO TELEFONE

(11) 99335-0525| (11) 97444-5908

NOSSO EMAIL
NOSSOS HORÁRIOS

Segunda a Sexta, das 09h às 17h.

INSCREVA-SE AQUI
LINKS ÚTEIS
  • Facebook Social Icon
  • Instagram Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • YouTube Social  Icon

© 2019 Sociedade das Marias